Professor do Senai morre ao tentar apagar incêndio em veículo

Professor do Senai morre ao tentar apagar incêndio em veículo

Polícia acredita que Guilherme de Amorin Pisanelli, de 30 anos, tenha inalado fumaça tóxica

Foto: Arquivo Pessoal

Foto: Arquivo Pessoal

O professor Guilherme de Amorin Pisanelli, de 30 anos, morreu na manhã deste sábado (30), depois de tentar ajudar apagando o fogo em uma veículo incendiado. Ele era professor da Escola Técnica Senai em São Carlos. Clique na foto acima e veja galeria de imagens.
Guilherme viu um Fiat/Pálio, que estava estacionado ao lado da escola, pegando fogo e foi ajudar a controlar as chamas. Testemunhas disseram que ele pegou um extintor de incêndio da escola e saiu. Mas logo depois voltou já passando mal. A Unidade de Suporte Avançado (USA) foi chamada e prestou os primeiros atendimentos, mas Guilherme não resistiu e faleceu no local. A perícia técnica e a Polícia Militar estiveram na escola para registrar a ocorrência.
Ainda não se sabe a causa da morte, mas possivelmente o professor inalou a fumaça tóxica do carro. O corpo de Guilherme será encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML). Os alunos do Senai foram dispensados das aulas.
Seu sepultamemto será neste domingo (31), às 10h15, em São Carlos.

1 Comentário

  1. sou aluno do SENAI Técnico em Manutenção de Aeronaves 5NA, tivemos aula com ele semana passada, excelente professor e pessoa vai deixar muitas saudades, meus sentimentos a família

Deixe seu comentário: