Campanha incentiva doações, mas sem gelo no balde

Campanha incentiva doações, mas sem gelo no balde

ONG doou R$ 500 sem gastar uma gota de água

baldevazio (1) (Custom)O desafio do Balde de Gelo viralizou em todo o mundo e vem sendo compartilhado no Brasil por famosos e anônimos. Os números revelam o sucesso da campanha que visa ajudar a pesquisa sobre a ELA (Esclerose Lateral Amiotrófica): mais de 2,4 milhões de vídeos postados e 28 milhões de pessoas comentando sobre o assunto.
Embora a causa seja nobre, o Brasil, atualmente, sofre com a falta de água, fazendo com que o projeto tenha um efeito colateral: o desperdício de água. Recentemente, o jornal NY Times informou que o desafio já desperdiçou cinco milhões de litros de água. Esse montante equivale a 16 milhões de copos de água para beber e daria para lavar dois milhões de mãos, dar 833 mil descargas e tomar 111 mil banhos.
Preocupadas com esses números, a agência de publicidade NBS e a OndAzul, ONG fundada por Gilberto Gil, criaram o movimento Balde Vazio. O projeto incentiva a doação, porém sem o desperdício. A instituição doou 500 reais para a causa, mas sem desperdiçar uma gota de água.
Através do site criado pela NBS, as pessoas podem enviar o seu vídeo em que apareçam derramando um balde vazio sobre a sua cabeça ou encontrar os dados bancários para fazerem uma doação para a ALS Association, fundação que ajuda a arrecadar fundos para pesquisas sobre a ELA.
A ONG ainda dá uma lista com dez motivos para não desperdiçar água, entre eles está o fato de que um bilhão de pessoas no mundo ainda não têm acesso à água potável.

Deixe seu comentário: